Ocorreu um erro neste gadget
CLIQUE NA ÁGUA DO AQUÁRIO PARA ALIMENTAR OS PEIXES.
.

14 de fev de 2012

O PODER DA NATUREZA - CINCO ELEMENTOS

Eles representam as formas fundamentais do universo e são os cinco modos de a energia chi se manifestar. Conheça os cinco elementos e saiba como aplicá-los na sua casa e na sua vida.
Segundo o Feng-Shui, a origem do Universo pode ser explicada pela combinação dos cinco elementos: Água, Fogo, Metal, Terra e Madeira. Estes elementos, ou energias, devem estar em constante movimento para que mantenham um equilíbrio dinâmico na natureza. Como interagem entre si, podem, ainda, proporcionar boa ou má vibração por meio dos ciclos construtivos ou destrutivos. O ciclo construtivo gera harmonia e representa uma transformação positiva: a Madeira nutre o Fogo; o Fogo gera a Terra; a Terra cria o Metal; o Metal gera a Água, a Água cria a Madeira, que por sua vez, alimenta o Fogo, e assim o ciclo se completa e sempre se renova. No ciclo destrutivo, os cinco elementos interagem de maneira competitiva: o Metal corta a Madeira; que extrai benefícios da Terra; que represa e polui a Água; que apaga o Fogo; que derrete o Metal. Assim, o ambiente e a orientação da casa são importantes, mas o conjunto de regras desses elementos torna-se um fator mais crucial ainda. A união dos cinco elementos nos ambientes de um lar permite que o local seja energizado de maneira harmoniosa e equilibrada, mas, para promover essas energias favoráveis aos moradores, devem ser levadas em consideração as propriedades de cada elemento, assim como suas formas de manifestação. Da mesma maneira que a casa recebe influências dos elementos, a energia pessoal também é transformada por partículas dos cinco elementos. De acordo com a consultora de Feng-Shui Stela Vecchi, a liberdade interna é fortalecida por meio da prática da técnica milenar chinesa. "Quando nos observamos com imparcialidade e bom-senso, podemos descobrir os elementos que estão em desequilíbrio e, por meio da nossa intenção, criar uma personalidade mais harmoniosa", declara. "Dessa forma, podemos alterar nossa aparência, transformando nossa concepção interna e , assim, direcionando hoje a pessoa que seremos amanhã", explica. Dessa forma, com um pouco de autocrítica, é possível nos descobrir nas descrições abaixo e corrigir algumas distorções.

A teoria dos cinco elementos complementa o estudo da circulação de energia e da aplicação do ba-guá no Feng-Shui, logo, é utilizada como uma das ferramentas mais importantes na harmonização dos ambientes. Cada elemento pode se expressar por meio de uma forma, uma cor ou uma área que representa. Conheça suas manifestações e saiba como aplicá-las em seu favor.
METAL - O metal e o ouro são símbolos de integridade. Pessoas que apresentam pouco metal na personalidade são tímidas,  falam pouco, são pacientes, justas e gostam de ouvir. Em excesso, tornam-se faladeiras, julgand0-se quase sempre donas da verdade. Para equilibrar: mentalize-se no controle desse elemento e use na mão esquerda, durante 27 dias, uma aliança com pedra hematita, jade ou sodalita.

SOLIDEZ FINANCEIRA : Inspire-se nesta cozinha para atrair riqueza e sucesso financeiro. O metal é o mais denso de todos os elementos, e sua presença na casa incentiva o progresso. Representado pelas cores branca, prata e pastel, e por objetos de aço, cobre, ferro, latão, prata e alumínio, o elemento pode ser ativado por meios de formas ovais e circulares e pela presença de cristais e pedras preciosas. O metal rege o guá da Criatividade, onde nascem as ideias e os projetos visionários e, portanto, também estimula essa área. As cadeiras transparentes em formato circular, a predominância da cor branca e os equipamentos em aço, como a coifa, a geladeira, as panelas, o forno e o micro-ondas, estão em perfeita harmonia com o elemento neste ambiente. Atenção: excesso de Metal causa discussões em família. Para equilibrar, introduza o elemento Água ou Fogo no ambiente. Já a falta provoca timidez; neste caso, é indicado aumentar a presença do Metal ou introduzir um pouco do elemento Terra, para garantir o equilíbrio no ambiente.
(Foto Sidney Doll; produção Hélio Anselmo; cadeiras, Kartell; armários e bancada, Kitchens; tampo de vidro, Glass Company; coifa, Falmec; espelho, Le Lis Blanc Casa; mármore, Itaarte; iluminação, Puntoluce; eletrodomésticos, Spicy e Ariston; arranjos de flores, Renata Penno; notebbok, Dell; jogo americano, prato para bolo, potes, copos, taças, Suxxar; centro de mesa, fruteira e panelas Tramontina, Cleuza Presentes.

MADEIRA : Símbolo da perseverança e da benevolência. Pessoas com pouca madeira são levadas de um lado para o outro e não apresentam constância em seus ideais; em nível médio, são como árvores sadias, de raizes firmes, que se inclinam com o vento forte, mas logo se aprumam; em excesso, são como as árvores altíssimas, que nem se abalam com as brisas constantes, mantendo-se firmes e majestosas. Contudo ao soprar um vendaval forte, são arrancadas do solo com suas raízes. Para equilibrar: mentalize-se no controle desse elemento e coloque um vaso com terra e planta viçosa na sala de estar de sua casa e outro na entrada, deixando-o lá por 27 dias.

FAMÍLIA E CRESCIMENTO
A madeira simboliza o início do ciclo dos cinco elementos, logo, estimula o crescimento e a energia, que  se expande em todas as direções. A cor verde remete a este elemento, que também pode ser ativado por móveis, acessórios, pisos e tetos feitos de madeira, e pela presença de plantas e flores, já que esta energia incentiva o contato com a natureza. Relaciona-se, ainda, com o guá da Família, sendo extremamente relevante nesta área para as pessoas que estão começando a constituí-la. O espaço externo de descanso e lazer dessa casa representa bem o elemento. Além do verde da natureza impregnado no ambiente, almofadas com estampas florais atraem a criatividade e a estabilidade da madeira. As colunas de madeira e de bambu, em formas circulares e alongadas, também reforçam o elemento, que contribuem ainda para a expansão do chi (energia vital) no ambiente. Atenção: excesso de madeira no ambiente pode causar teimosia no morador; para equilibrar o espaço, coloque um pouco de Metal ou Fogo. A falta de Madeira pode deixar a pessoa mais passiva; nesse caso, aplique um pouco do elemento Água ou aumente a Madeira.
(Foto Sidney Doll; projeto, Ana Cristina Malta; cadeira e pufe, Armando Cerello; mesa de canto, Tok & Stok; banco de madeira de demolição, Aroeira; mesa de centro, acervo da proprietária; painel em bambu, forro em bambu e vaso com bambu-moss^, Kanela; tecidos, Donatelli).

ÁGUA : Simboliza os contatos e as atividades sociais, sendo próprio das pessoas que gostam de se comunicar. A falta desse elemento pode atrair a estagnação; em nível médio, é como um rio sereno e majestoso, que contorna os obstáculos sem se deixar deter diante deles; em excesso, são como quedas frenéticas, com múltiplas atividades que não proporcionam o resultado desejado. Para equilibrar: mentalize-se no controle desse elemento. Se houver excesso, coloque um pequeno espelho redondo debaixo de seu travesseiro e, ao acordar, faça movimentos circulares com as mãos sobre ele, durante 27 dias. Se há falta, coloque uma fonte de água corrente no guá dos Amigos de sua sala.

COMUNICAÇÃO EM ALTA 
Sendo um elemento em constante movimento, a água sempre foi vista pelos chineses como uma energia ideal para aquelas pessoas que trabalham na área da comunicação, estimulando também a perseverança e o trabalho. A predominância de espelhos nesta sala de TV reflete bem o elemento, pois a transparência encontrada em vidros, cristais e espelhos é muito bem-vinda no ambiente, assim como aquários, fontes, piscinas e cachoeiras, que também o representam. A água está ligada ao guá do Trabalho e, por isso, pede cores escuras, sóbrias, como o preto e o azul. Os espelhos na mesa de centro e no nicho da parede na cor preta estão muito bem alicados. O vaso redondo de vidro com lírios brancos em destaque também está adequado, da mesmo forma que os aparelhos eletrônicos, em tons escuros. Atenção: excesso deste elemento pode provocar angústia ou Madeira. A falta de Água pode causar ineficiência no trabalho e pouca mobilidade; nestau excitação exagerada. Para ponderar, introduza no local um pouco do elemento Terra o caso, equilibre com Metal ou aumente o elemento Água.
(Foto Sidney Doll; projeto, Nilza Alves e Rita Diniz; marcenaria, Marcenaria Flamboyant; mesas de centro, sofás e poltronas, Brentwood; tapete, Santa Mônica; mesa lateral, Artzzi; arranjo de lirios em vaso redondo, veneza Souzedo, da The Flower Power).

FOGO : Simboliza a razão, a expressividade e a educação. A ausência desse elemento torna as pessoas desmotivadas, sem saber expressar seus sentimentos com propriedade. Normalmente, elas acabam tendo problemas sérios de saúde, especialmente estomacais e cardíacos, em virtude do estresse. Em nível médio, apresentam-se com elevado senso de justiça e equilíbrio. O excesso do fogo torna-as mais agressivas, implicantes, intolerantes, considerando-se as únicas detentoras da verdade. Estão sempre descontentes e queixando-se dos outros. Para equilibrar: mentalize-se no controle desse elemento e faça nove respirações pela manhã olhando para o leste (lado que surge o sol).

CHAMA DO SUCESSO 
A terapeuta holística Kerima Dahora utilizou o Feng-Shui neste quarto de casal para atrair a vibração do Fogo. O elemento está ligado às areas do sucesso e da prosperidade e pode ser estimulado com o uso de cores quentes, como o vermelho, o amarelo, o laranja e o dourado. Peças decorativas, como velas e candelabros, representam a chama, assim como objetos em formato triangular, que simbolizam a energia em ascensão. No cômodo, o elemento está representado pelas almofadas e pelo quadro quadro sobre a cabeceira na cor vermelha, e pelas formas pontiagudas do desenho. As luminárias em formato triangular também são responsáveis por ativar o Sucesso. Atenção: excesso de Fogo pode trazer intolerância e agressividade; para equilibrar, adicione o elemento Água ou Terra. Já a falta deste elemento pode tornar a pessoa passiva e introspectiva; neste caso, faça uso do elemento Madeira ou aumente o Fogo.
(Foto Sidney Doll, projeto arquitetônico, Alberto Sauro; Feng-Shui, Kerima Dahora; cama, roupa de cama e painéis em tecido confeccionados por Nelita Turcatto; piso, RB)

TERRA : Simboliza a sinceridade e a lealdade. A falta torna as pessoas egoítas e mentirosas. Podem até cuidar bem de si mesmas, porém não sabem partilhar suas alegrias. Em nível médio, são pessoas equilibradas e confiáveis; em excesso, ficam demasiadamente generosas, não medindo sacrifícios para ajudar os outros, com  pouco senso de limite. Para equilibrar: mentalize-se no controle desse elemento e coloque no centro da sala uma vasilha com 2/3 de água e 9 pedras roladas de rio durante 27 dias, trocando a água diariamente.

ESTABILIDADE E FORÇA
A força vital do elemento Terra vibra neste cômodo. Símbolo da estabilidade e da resistência, o elemento - que também rege o setor da Espiritualidade e do Relacionamento -, está impresso em cada detalhe deste lavabo. Tijolos e cimentos associam-se bem ao elemento, sugerindo durabilidade e confiança, evidenciados no acabamento do projeto. A cor marrom, que o representa, predomina nas texturas dos paéis de parede e nos detalhes em madeira, como no piso e no gabinete da pia. A forma quadrada também incentiva a Terra, e está presente na cuba, no espelho e nas torneiras. Além do marrom, as cores ocre e amarela também ativam o elemento. Objetos de cerâmica - feitos de terra ou argila -, e plantas também são indicados. Atenção: excesso de Terra no ambiente causa seriedade e tristeza. Para equilibrar, aplique um pouco do elemento Madeira ou Metal. A falta deste elemento torna a pessoa egoísta e oportunista; neste caso, adicione um pouco do elemento Fogo ou acrescente mais Terra.
(Fotos Eduardo Pozella; projeto, Clélia Regina Angelo; cuba, Vallvé; espelho, vitrage; iluminação, Puntoluce; louças e metais, Tecnobanho; papel de parede, Paper).

(ANUÁRIO FENG-SHUI ANO IV Nº IV  , POR VANESSA MOURA).

Clique aqui e escolha a sua no Site TonyGifsJavas.com.br

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...