Ocorreu um erro neste gadget
CLIQUE NA ÁGUA DO AQUÁRIO PARA ALIMENTAR OS PEIXES.
.

22 de jul de 2012

ALINHAMENTO INTERNO E EXTERNO

Nesta casa de praia, em meio a muito verde, a arquiteta e proprietária Maristela Gorayeb utilizou a intuição para criar um espaço que traduz sua paz interior e proporciona bem-estar a quem chega.
Existem casas que nos atraem inexplicavelmente. São aqueles ambientes de onde não queremos sair, onde nos sentimos relaxados e em paz. Não há como negar a energia boa que circula por ali e o quanto ela nos afeta. Feng Shui é a expressão chinesa para "bom ambiente", e um local pode ser positivo mesmo sem a técnica aplicada por um consultor ou alguém que siga uma cartilha. Uma pessoa sintonizada com as energias mais sutis que permeiam nosso universo, que confie nas suas sensações e sentimentos, pode produzir uma casa de energia favorável, sim! Afinal, a casa é o reflexo de quem mora nela. Este é o chamado Feng Shui Intuitivo, que, geralmente, acontece em lares onde cada detalhe surgiu aos poucos, com carinho, de acordo com aquele chamado interno, aquela vozinha interior.
É possível dizer muita coisa sobre uma pessoa ao ver sua casa. Se no Feng Shui "tudo o que parece é", as primeiras impressões sobre um lugar podem dizer muito sobre ela. Uma casa bagunçada pode refletir confusão interna; uma decoração de linhas retas e pontiagudas noas remete à energia masculina, mais agressiva. O chi é, em última instância, um reflexo da casa que, por sua vez, espelha os moradores. Mudar toda essa estrutura, ou seja, aplicar a técnica, requer quebra de hábitos e mudança dos padrões mentais arraigados.
Um bom Feng Shui começa com a necessidade de mudança sentida pelo morador. Identificar o problema é meio caminho andado em direção a solucioná-lo, e analisar sua vida é o primeiro passo para isso. Se tudo está fluindo de acordo, todos se sentem bem, existe harmonia e equilíbrio e provavelmente há poucas mudanças a fazer. Mas se esta análise apontar uma área da sua vida em desequilíbrio, uma boa olhada para dentro e muita força de vontade para mudar serão suas maiores armas, com ajuda das orientações do Feng Shui.
Nesta casa em Camburi, uma das praias mais bonitas de São Paulo, o bom astral é inegável. A começar pela proprietária, a arquiteta Maristela Gorayeb, também responsável pelo projeto, que nos recebe com um sorriso no rosto e nos acolhe como se fôssemos velhos amigos. Passando o caminho sinuoso da entrada, repleto de plantas e flores, sentindo o aroma das árvores frutíferas no quintal desta propriedade, que lembra mais uma chácara, chegamos à entrada onde a única condição para ser bem recebido é tirar os sapatos e deixas as más vibrações para trás, junto com o estresse de quem veio da cidade grande - hábito que adquiriu quando morou na Índia. "Temos de honrar o nosso corpo em primeiro lugar e o nosso espaço em segundo", explica Maristela. A arquiteta não aplicou o Feng Shui mas, supersintonizada, utilizou a intuição para criar o seu refúgio recheado paz e harmonia.
Siga a intuição
"Aqui o ritmo é outro. Quando chego de São Paulo demoro uns três dias para me acostumar com a tranquilidade, o sossego e não ter de correr para fazer as coisas", diz Maristela. A energia também vibra diferente. Cercada de verde, a arquiteta colhe flores no jardim para enfeitar a casa que, com muitos espelhos, janelas e portas de vidro, traz todas as boas vibrações da natureza para dentro - fator crucial para espalhar bons fluidos pela casa, já que plantas são filtros naturais de energia.
Criar uma entrada bonita favorece muito o chi que entra pela porta principal, pois ele age como um espelho que capta e irradia tudo o que vê. Quanto mais coisas agradáveis e harmoniosas ele encontrar antes de entrar na casa, mais carregado desta energia estará. Funciona como receber um convidado para o qual nós arrumamos nossa casa, pois queremos que tenha uma boa impressão logo de cara, se sinta bem-vindo, relaxado, acolhido e entre cheio de boas vibrações. Maristela segue essas indicações ao pé da letra.
Símbolo de poder, força, longevidade e sabedoria, os elefantes estão bem posicionados na porta de entrada, área do Trabalho, chamando essas importantes qualidades para impulsionar o setor. Eles também são comumente utilizados como protetores ou guardiões da casa, então, não só atraem poder e sabedoria, como também ajudam a mantê-los seguros. "Eu os coloquei aí porque têm sininhos, geralmente utilizados em entradas. Depois disso comecei a ver em diversos lugares que traziam sorte, especialmente em número ímpar".
 Sem diferenças
A maior prova da harmonia que paira sobre esse lar é a convivência pacífica entre Tuca e Menina. A primeira é a cadelinha que foi escolhida por Maristela e é a "dona" da casa. A segunda é a gata que escolheu a arquiteta, chegou na vizinhança e foi ficando... As duas, de espécies que são inimigas naturais, convivem muito bem e só se estranham quando têm de decidir quem ficará mais próximo à lareira em dia de frio.
A disposição dos móveis é perfeita para quem chega, pois tudo convida a entrar e se sentir à vontade, como se estivesse lá somente à sua espera. Não há sofás de costas para a entrada nem nada que bloqueie a passagem. A circulação é fácil e espaçosa, como manda o Feng Shui, o que cria a oportunidade de movimentação suave do chi. Os ambientes integrados e o pé-direito alto criam a sensação de amplitude e expansão que tendem a se reproduzir na vida dos moradores.
Além dos muito benéficos e já mensionados espelhos e janelas de vidro, que atraem a natureza para dentro da casa, aqui existe outra cura intuitiva muito importante: as vigas são disfarçadas pelas cortinas, dissolvendo o seu efeito de seta assassina - ou seja, desfazendo o foco direcionado de chi que pode ser tão maléfico à saúde e ao bem-estar.
Proteção e benção
Nunca subestime o poder do agradecimento. Ser grato por tudo que temos cria um egrégora positivo que atrai cada vez mais coisas boas. Felicidade, afinal, é uma questão de ponto de vista e nós não temos controle sobre o futuro. Coisas que parecem uma tragédia hoje podem nos abrir novos caminhos que definirão nosso futuro para melhor. O importante é ter fé e confiar. Um cantinho para meditar, orar ou simplesmente agradecer - a Deus, a Buda, ao universo, ao eu interior - é importantíssimo para cultivar a perspectiva e aliviar a alma.
Este é um local de genuína proteção, porque, mais do que um ambiente dedicado à espiritualidade, ele é o lugar de lembrar dos amigos e entes queridos. São eles que contribuem para a sempre crescente coleção de anjinhos, santinhos e objetos de significado especial trazidos do mundo inteiro. De divindades hindus a imagens da igreja católica, o importante para fazer parte desta coleção é passar uma sensação de paz e evocar o bem.
 De volta ao lar
 
Descreva todas as sensações que você sente ao ver esta sala de leitura. Paz, tranquilidade, sossego, relaxamento, renovação... Não há como se sentir mal neste local. Cercada por muito verde, ela propõe uma volta às nossas raízes mais primitivas, quando a integração entre o homem e a natureza era cotidiana e massiva, quando a terra era a mãe e a mata doadora de vida e provedora de todas as necessidades do homem, não um lugar escuro e ameaçador como é hoje para qualquer "filho do concreto".
Maristela conta que o seu aspecto favorito na casa que projetou há 15 anos é justamente a integração dela com a natureza. "Sinto que este é p melhor momento desta casa, quando estou mais à vontade nela e ela mais inserida no meio ambiente. Agora aprendi a lidar com as coisas, a umidade, o galho que cai no telhado... A maturidade nos faz parar de querer se impor, e tentar-nos adaptar-nos e tentar viver da melhor maneira", explica.
Coroada por um lustre de cristal que irradia bons fluidos, feito pela própria arquiteta a partir de um antigo lustre e cercada pelo que há de mais puro e natural, poucas intervenções seriam necessárias neste ambiente. Mas Maristela ainda acertou na cor e na utilização desta sala, que cai no guá da Espiritualidade. Tons de azul casam com este setor do conhecimento - perfeito para um local de leitura.
Da Saúde à Família
A sensação de equilíbrio e conexão espiritual sentida por toda a casa permeia também a sala de estar. Aqui as imagens estão inseridas na decoração de inspiração oriental pelo painel de madeira entalhado e pela pequena estátua de Ganesh, o mestre do intelecto e da sabedoria na cultura hindu. As muitas almofadas, que proporcionam textura e conforto na decoração, são todas quadradas como a mesa de centro - a forma própria para ativar o guá da Saúde, onde a sala está. Revestidas em seda, remetem ao elemento Terra do setor, assim como as paredes de reboco, que conferem um ar rústico à construção. Para reforçar o incentivo ao setor, a luminária de canto irradia o tom amarelado necessário para incentivar a plenitude nesta área.
(Projeto de arquitetura e decoração, Maristela Gorayeb; confecção de futons, almofadas e tapeçaria, Oswaldo Tapeçaria; marcenaria dos sofás, Marcenaria Magal; desenho de sofás e futons, Maristela Gorayeb; poltronas de couro branco, Antiquário Sônia Montiani Século XX; tecidos, Aladim Decorações, cortinas, Maristela Gorayeb; lustres, colchas de corchê, estátuas, espelhos, tapetes e objetos de decoração, acervo da proprietária).

(Por, Bel Freire / Fotos, Adriana Barbosa / Feng Shui em Casa nº 35 ano 7).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...